TUDO SOBRE A RODADA DA MODA PE MOTIVOS PARA VISITAR MOTIVOS PARA EXPOR ORGANIZAÇÃO
Acic inicia os preparativos para a 22ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana


De 3 a 5 de agosto, Caruaru será palco da 22ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana. A expectativa para esta nova edição é de haja um aumento de até 10% nas negociações em relação à 20ª edição, realizada em agosto de 2015, quando foram gerados R$ 22 milhões em vendas. A comparação é feita com o mesmo período de realização do evento no ano anterior pelo fato de ser este o momento em que se apresenta a coleção primavera-verão para o ano seguinte.

Na edição de agosto de 2015, passaram pelo evento mais de 500 lojistas de todo o país. Foram feitos 5.709 pedidos e comercializadas mais de um milhão de peças. A organização conta, mais uma vez, com os serviços da J&B Consultoria, que já está em busca de novos compradores para participar do evento, por meio de visitas diretas e indicações, entre outras ações. Para esta edição, já existem 132 estandes reservados para que empresas de confecção, calçados e acessórios possam expor seus produtos.

A Rodada é realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (ACIC) e SEBRAE Pernambuco, com patrocínio do Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecção de Pernambuco e apoio da ASCAP, da ACIT, da ACIASUR, do SINDIVEST/PE e da Prefeitura de Caruaru.
Veja Mais
21ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana é a melhor edição outono/inverno da história


A 21ª edição do maior evento do Polo de Confecções do Agreste, a Rodada de Negócios da Moda Pernambucana, desafiou as perspectivas pessimistas da crise econômica brasileira. R$ 18 milhões em negócios foram gerados, 960 mil peças foram vendidas e 4.529 pedidos foram emitidos em três dias. Em dez anos, esta foi a melhor edição outono/inverno já realizada.

“Superamos as expectativas em 25%, em relação a 19ª edição. O resultado positivo é fruto do esforço e da dedicação de cada profissional e empresa envolvidos e do senso comum e verdadeiro de associativismo. Esta é uma brilhante demonstração de que, mesmo em períodos de crise e recessão, somos nós os agentes de mudança e de desenvolvimento. Este é mais um importante resultado para nossa região e para nosso Polo de Confecções”, destacou o presidente da Acic, Osíris Lins Caldas.

Não é apenas o resultado em vendas que impressiona expositores, parceiros e as instituições realizadoras do evento, a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Caruaru recebeu compradores varejistas e atacadistas de diversos lugares do País, o que movimentou não apenas o setor de confecções, mas, também, a cadeia produtiva de maneira geral. Os setores de hotelaria, gastronomia e transportes, por exemplo, foram beneficiados com o aumento do fluxo de pessoas na cidade.

Em reconhecimento à importância da Rodada de Negócios para a região, o vice-prefeito de Caruaru, Jorge Gomes, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Erich Veloso, e uma comitiva do Sebrae prestigiaram a iniciativa.  O secretário executivo de Políticas do Desenvolvimento, Pedro Arraes, e o secretário executivo de coordenação, Jaime Alheiros, ambos do Governo de Pernambuco, também estiveram no município para uma visita ao evento.

“Fiquei bastante impressionado com a estrutura e a qualidade dos produtos. O segmento de confecções é muito importante, emprega muitas pessoas, aliás, é o que mais emprega gente na indústria em Pernambuco. São mais de 100 mil pessoas trabalhando no setor. É importante que se mantenha essa cultura da Rodada de Negócios, porque os empregos das pessoas são defendidos, ao mesmo tempo, em que se dá a oportunidade de as empresas evoluírem, através do contato com compradores de todo o Brasil, o que estimula a melhoria constante do setor”, ressaltou Pedro Arraes.

“A cada ano, consolidamos um grande evento no sentido de promover e fazer com que as nossas empresas cresçam não apenas no momento de vendas, mas em processo de qualificação, que permite o acesso a mercados mais competitivos. Ao longo dos anos, percebemos o desenvolvimento das empresas e o reconhecimento dos compradores sobre a relevância da Rodada de Negócios”, afirmou o superintendente do Sebrae, José Oswaldo Ramos.

Esta edição apresentou mais um diferencial: a presença de empresas de calçados e acessórios da Paraíba e do Ceará, aumentando o mix de produtos oferecidos. Ao todo, foram 115 expositores de moda feminina, infantil/bebê, jeans, surfwear/streetwear, praia e íntima com mais de 3.200 peças disponíveis para 500 compradores.

Para que o sucesso da 21ª Rodada de Negócios continue sendo aproveitado pelas empresas, o projeto Blitz, criado na edição anterior, irá auxiliar gratuitamente as participantes no período pós-evento. O projeto, coordenado pelo Sindicato das Indústrias do Vestuário de Pernambuco (Sindivest-PE), coloca à disposição equipes de consultores que irão às empresas analisar os processos de produção com o objetivo de otimizá-los, orientando para contenção de despesas e incentivando a excelência afim de contribuir com a competitividade das indústrias locais nos mercados nacional e internacional.


A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana realizada pela Acic e pelo Sebrae-PE, conta com o patrocínio do Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco (NTCPE), com a coordenação da J&B Consultores e o apoio do Sindivest Pernambuco, da Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit), da Associação Comercial e Empresarial de Surubim (Aciasur) e da Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap).







Fotos: Renand Zovka
Veja Mais
Vem aí mais uma Rodada de Negócios da Moda Pernambucana


O principal evento do Polo de Confecções do Agreste vai começar. A Acic já está com quase tudo pronto para realizar a 21ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana, o maior evento do setor no Nordeste. 120 expositores já confirmaram participação no evento que acontece de 24 a 26 de fevereiro, no Polo Caruaru. A expectativa é de que a geração de negócios cresça 5%, apesar do cenário econômico do país ainda ser desfavorável e de os números da indústria têxtil terem sido negativos em 2015.

Serão expostos cerca de 3.200 peças de moda feminina, infantil/bebê, jeans, surfwear/streetwear, praia e íntima. Empresas da Paraíba e do Ceará de calçados e acessórios também confirmaram presença, o que amplia o mix de produtos para os cerca de 500 compradores, visitantes e espontâneos que devem passar pelo local nos dias do evento.

Este ano, a Rodada vem com novidades. A principal é o Projeto Blitz. “Ele foi iniciado na edição anterior. As empresas expositoras participam e são beneficiadas gratuitamente sob a coordenação do Sindicato de Vestuário do Estado de PE (Sindivest-PE) com apoio da Acic e do Sebrae. O foco é o setor de produção, visando a melhoria, conformidade, excelência de qualidade, aumento da produtividade dos produtos e, consequentemente, maior competitividade dos mesmos no mercado”, explica Christianne Fiúsa, da J&B Consultores, empresa responsável pela organização do evento.

Christianne Fiúsa explica qual deve ser o procedimento dos compradores que desejam visitar a Rodada de Negócios da Moda Pernambucana antes do início do evento: “primeiro, eles têm que ser lojistas de confecção ou calçados; em seguida, devem entrar em contato com a Acic ou com a J&B Consultores, até a data do evento, através dos telefones (81) 3721-2725 / (81) 3231-1033 ou pelo e-mail jbconsultores@jbconsultores.com.br, e preencher um termo de adesão para ser analisado e cadastrado com antecedência”.

Há ainda um procedimento para durante a realização do evento: “neste caso, os compradores precisam se dirigir ao credenciamento, apresentar uma cópia do cartão de CNPJ e, estando dentro dos critérios pré-estabelecidos, serão cadastrados como espontâneos. A partir daí, a credencial será emitida, dando acesso ao evento a fim de que possam realizar suas compras”, conclui.

Em toda a sua história, a Rodada de Negócios da Moda Pernambucana já contabiliza R$ 230 milhões em negócios concretizados. Número que reflete o grau de excelência e de importância do evento para a economia de Pernambuco e do Nordeste.

Veja Mais
10% a mais!

Responsável por movimentar semestralmente a economia das indústrias de roupas e acessórios do Agreste Pernambucano, a 20ª Rodada de Negócios espera nesta edição de agosto superar sua meta de 10% de crescimento. Serão mais de 4 mil lançamentos entre roupas, calçados e acessórios e receberá novos compradores de todas as partes do Brasil, como região Centro-Oeste, Sudeste e Sul, regiões que, cada vez mais, procuram o polo em busca de seus produtos têxteis e calçados. 

Veja Mais
Quer calçados? Procure por Calçados Havaí!

Cidades como Rio de Janeiro, Recife, Bahia, Ceará, e Belem do Pará já conhecem a força da Calçados Hawai, onde é popularmente conhecida. Direto de Campina Grande (PA), a marca participa da 20ª Rodada de Negócios pela segunda vez. 


Veja Mais
TLK Jeans e N7H7 Jeans!

Seu verão é colorido e leve confirmam o motivo da marca ser uma das campeãs de venda da Rodada com seu jeans confortável e moderno. Assim o Grupo CM Têxtil participa mais uma vez da Rodada de Negócio e traz as novas coleções da TLK Jeans e da N7H7 Jeans. Calças, shorts, saias e bermudas. Só conferir na Rua H.


Veja Mais
Doce Querer na Rodada!

Esta será a quinta participação da Doce Querer na Rodada de Negócios. Especializa em infanto-juvenil feminina, conta com uma equipe de desenvolvimento de produtos que prioriza a criação de modelos exclusivos com qualidade. E quem não quer?




Veja Mais